TRATAMENTOS

A Radioterapia Conformacional possibilita a definição anatômica exata da área a ser irradiada e das estruturas sadias ao seu redor. Essa definição é baseada em imagens de Tomografia Computadorizada.

Uma vez estabelecidas essas regiões, cria-se um modelo radiobiológico do paciente (individualizado) onde são simulados e planejados campos de irradiação que se conformam com o formato do alvo, visando a melhor cobertura na área do tratamento e maior proteção dos tecidos normais.

A Radioterapia com Intensidade Modulada de Feixe (IMRT) é uma forma avançada de radioterapia tridimensional em que um processo de otimização realizado por um sistema de planejamento é utilizado para customizar uma distribuição não uniforme da fluência do feixe de radiação a fim de se obter um objetivo especifico dosimétrico e clínico. A habilidade de se manipular de forma ótima a intensidade de feixes individuais de radiação possibilita um maior controle sobre a distribuição de dose no volume alvo, o que traduz, clinicamente em alguns casos, num maior controle local e menor toxicidade nos tecidos normais.

Radiocirurgia, ou Radioterapia estereotáxica fracionada é uma técnica extremamente localizada de oferecer a radiação. Nela, pequenas lesões podem ser tratadas com altas doses em poucas frações diárias. Normalmente utilizamos de 1 a 5 frações diárias. Trata-se de um procedimento ambulatorial, sem a necessidade de anestesia ou cortes. O termo “Radiocirurgia” se refere à precisão do procedimento.

Por se tratar de Radioterapia superficial, usualmente, a Elétronterapia é utilizada no tratamento das neoplasias de pele.

É indicada, também, nas profilaxias de cicatrizes hipertrofias (quelóides) e no tratamento de Ginecomastias dolorosos (aumento do volume das Mamas em homens).

Estudos tem evidenciado que o uso da laserterapia pode trazer benefícios aos pacientes submetidos a terapias oncológicas, principalmente na prevenção e tratamento das complicações. Essa tecnologia pode ser empregada no tratamento e prevenção das mucosites, radiodermites e outras lesões. A laserterapia promove a recuperação dos tecidos, sem interferir no tratamento oncológico, prevenindo complicações clínicas e promovendo melhora na qualidade de vida do paciente.